Vereadores apoiam definição de novo secretário para a pasta de Cultura, Esporte e Lazer

por gnb — publicado 01/11/2011 14h32, última modificação 10/07/2018 16h17
Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Guanambi desta segunda-feira, 31/10, fez uso da tribuna livre o Sr. Paulo Leite, presidente da associação do bairro Vila Nova, que falou da necessidade de terreno para construção da sede da associação e falou do trabalho que tem realizado após sua posse coo presidente da referida associação.

No espaço aberto aos vereadores, Elder Guimarães pontuou a importância do esporte para o resgate da juventude de Guanambi, relembrando os resultados positivos do programa “Bom de Escola, Bom de Esporte”, parabenizando o prefeito Charles Fernandes pela definição de um secretário para a pasta Cultura, Esporte e Lazer. Elder congratulou também a CDL de Guanambi por dar sua parcela de contribuição para o comércio local e por sempre ter apoiado as atividades da Junta Comercial do Estado da Bahia (JUCEB), em suas instalações, sinalizando, contudo, que o aumento na celeridade com que os documentos são despachados seria de grande valia para os empresários locais. Disse ter ciência de que o atendimento é prestado por um servidor público municipal, mas que é preciso buscar soluções para “equacionar esta situação”.

O presidente da Câmara de Vereadores de Guanambi, Hugo Costa, informou que os trabalhos desenvolvidos pela CDL são muitos e que é preciso ampliar a parceria da entidade com o município para otimização do atendimento. “A prefeitura já cede um servidor público para a JUCEB, prestando atendimento, pela manhã, e realizando julgamentos à tarde”, disse ele. Reconheceu que Guanambi tem percebido o aumento no número de empresas e sugeriu que a CDL solicite do município a cessão de mais um servidor público (conforme prevê a legislação) para atendimento na JUCEB. Hugo registrou também a sua visita em companhia do vereador José Carlos Latinha, ao IF Baiano, tendo solicitado do diretor, Sr. Carlos Elísio, a implantação do curso técnico de Mineração no município. Falou também de sua reunião com o Deputado Federal Arthur Maia, tendo, na ocasião, solicitado ao deputado meios para a construção de um CEASA em Guanambi, além do pedido para a viabilização da Praça da Juventude.

O vereador Vá Donato registrou ter enfrenado dificuldades no relacionamento com a secretaria de saúde do município em ocasiões em que buscou solução para problemas de saúde de cidadãos que o procuraram. Felicitou o prefeito Charles Fernandes pela instituição da nova secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, disse ter ficado satisfeito por participar da reunião com o Deputado Arthur Maia e afirmou da importância da prefeitura conceder área para que uma oficina do bairro Paraíso obtenha área para desempenho de suas atividades em local apropriado, sem gerar incomodo e transtornos aos vizinhos.

O vereador Péricles Carvalho disse que espera que a nova secretaria de Esporte se empenhe no fortalecimento do atletismo e da ginástica olímpica no município para que os jovens talentos recebam o devido incentivo. Também apresentou queixa dos moradores vizinhos à casa de shows Josmar Eventos, que reclamam da presença de inúmeros carros de som no local. Finalizou defendendo que os bares que promovem a venda de bebidas alcoólicas a menores de idade sejam punidos e frisou a importância da adoção de um sistema de monitoramento eletrônico em Guanambi.

O vereador Vitor Bonfim disse ter participado de reunião com o prefeito Charles Fernandes, ressaltando os investimentos realizados e os que virão para o município, a exemplo da nova biblioteca pública municipal, planejada para o próximo ano. Congratulou também a realização de dezenas de banheiros para utilização de famílias carentes.

O vereador Edilmar Ladeia (Nenzinho) falou de seu pleito ao deputado Arthur Maia para proposição de emenda que viabilize a construção de uma creche no bairro Vomitamel. Falou também da representatividade da Faculdade Guanambi para o município, elencando que a instituição gera 200 empregos diretos e registrados em carteira, conta com 2500 alunos (sendo 1750 destes provenientes de outras cidades), o atendimento gratuito de cerca de 25 mil cidadãos pelos laboratórios de saúde da FG, o incentivo à pesquisa e a concessão de bolsas de mestrado e doutorado a seus colaboradores e diversos outros aspectos, que, segundo o vereador, tornam a faculdade uma importante peça no desenvolvimento da economia e educação em Guanambi. Informou também sobre o início das obras para a nova sede da instituição, com previsão de inauguração para o ano de 2012, além da ampliação das operações da faculdade para outras cidades, como Barreiras.

O vereador Agostinho Lira falou de ações do governo Charles Fernandes para o desenvolvimento social, como as diversas obras realizadas, cujo impacto na vida da comunidade é imediato. Citou ainda a construção de banheiros para famílias carentes, o convênio com a Bahia Mineração para formação de mão de obra capacitada e outras ações semelhantes. Disse também que foi a favor da doação do terreno para a FG, dizendo que “quando se vê o crescimento de faculdades particulares, empresas de segurança privada e demais empreendimentos, é sinal da ausência de investimento do poder público na região”.

O vereador José Carlos (Latinha) falou do papel das redes sociais nos dias de hoje no que tange a difusão de informações para a sociedade. Apoiou a iniciativa do prefeito Charles Fernandes por desmembrar a secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, lamentando, entretanto, o período de sete anos em que a secretaria deixou de existir de maneira independente. Também lamentou a reprovação por parte dos colegas vereadores do projeto de sua autoria que versa sobre a preservação do Riacho do Belém.

O vereador Ruy Azevedo informou que não é contra a Faculdade Guanambi, dizendo que na época, quando ilustrou o caso aos colegas vereadores, a maioria concordou em questionar o fato de a construção não ter iniciado no prazo. Disse que é imparcial em suas atitudes, dizendo aos vereadores que “não se pode misturar as coisas”.  Falou que acionou a Justiça sozinho de modo que seja analisado juridicamente a situação da referida doação e outros casos à parte.

Durante a votação de projetos de lei de doação de áreas urbanas, o Vereador Latinha registrou votos contrários aos projetos informando ser contra a existência de casos de doções ilegais, citando fatos onde terrenos foram doados sem serem submetidos à votação na Câmara de Vereadores de Guanambi.